Sonata Arctica desembarca no Brasil em fevereiro para longa tour

2015

Por Sigryd Bagon
Tradução Rodrigo Poppi

O blog Suomi Lovers entrevistou Elias Viljanen, da banda finlandesa Sonata Arctica que desembarca no Brasil no próximo mês. O guitarrista conta um pouco sobre essa longa tour que passará na América do Sul e fala um pouco das diferenças culturais entre o Brasil e a Finlândia.

SL: Essa será uma longa tour pelo Brasil, passando por cidades pequenas e algumas, com poucas passagens de bandas internacionais. O que isso significa para a história do Sonata Arctica?

EV: Dessa vez será legal visitar e tocar em diferentes cidades que não tocamos antes. Então, estamos ansiosos por conhecer mais o Brasil.

 

SL: O clipe para a versão de “I can’t dance(gravada originalmente pelo Genesis) é muito divertido e não segue a linha adotada pela banda desde o início da carreira. Como surgiu a ideia do roteiro do clipe?

EV: É uma mistura de filmes feitos durante a estrada quando nós estávamos viajando, durante 7 semanas, pelos Estados Unidos no outono passado. Nós fizemos isso basicamente pelo benefício da nossa sanidade mental. Essa música é um cover do Stones Grow Her Name. É supostamente para ser engraçado. Em termos de estilo não é o Sonata antigo e nem o futuro Sonata, então se divirta com o video de nós quando ( e não como se dança). Não leve ele tão a sério galera.

 

SL:  A banda anunciou a Ecliptica Over Europe Tour 2015. Podemos esperar mais faixas do álbum do que o habitual aqui na América do Sul também?

EV: Nós estamos tocando cada música desse álbum ao vivo. O foco tem sido nas música do Ecliptica e também em músicas novas. Então eu acredito que a ênfase será em Pariah’s Child e Ecliptica.

 

SL: Ainda falando das expectativas dos sulamericanos: o Sonata Arctica vem com frequência ao continente e sempre tem um ótimo público. Existe uma possibilidade futura da banda gravar um DVD por aqui?

 EV: Por enquanto não faremos nenhum DVD. Nós faremos um DVD futuramente mas nós ainda não decidimos ainda onde nós vamos filmá-lo. América do Sul sempre nos parece uma boa opção, talvez o Brasil.

SL: Culturalmente falando, qual as coisas que vocês viram ou vivenciaram no Brasil que acharam muito diferente da cultura de vocês? E existe algo que tenha no Brasil e não tenha na Finlândia de que vocês gostem muito?

 EV: Eu gosto da temperatura quente e das praia.. e da boa comida e pessoas sorrindo!

SL: A Finlândia é um país pequeno no norte europeu que ganhou muita visibilidade com as inúmeras bandas de heavy metal  oriundas de lá. Como é para vocês chegarem em países tão distantes (como por exemplo, na América do Sul) e encontrar pessoas falando algumas palavras em finlandês e conhecendo a cultura finlandesa e seus costumes?

EV: Claro, o mundo todo ficou menor atualmente por causa da internet e essas coisas. Mas isso me parece bom e realmente estranho ao mesmo tempo. Quando eu penso na Finlândia 39 anos atrás quando eu nasci, o país era muito diferente, resultado do isolamento. Mas o tempo está mudando a cada momento, eu acho e espero que para melhor. Na primeira vez que nós fomos ao Brazil foi muito empolgante. Nós não sabíamos o que esperar. Nós apenas tínhamos ouvido sobre o Brasil através de outras pessoas e visto na TV. Ainda é empolgante ir para aí, mas agora nós sabemos um pouco melhor sobre o país, as pessoas, a comida, do clima e etc.

SL: Existe alguma parte da cultura brasileira que vocês se identificam? Vocês acham que existe alguma semelhança entre a cultura brasileira e a cultura finlandesa?

EV: Nós gostamos de futebol aqui também, mas somos muito ruins. Porque nós temos muita neve e temperatura frias. E nós amamos bife de carnes vemelhas assim como os Brasileiros.

 

SL: Em nome de todos os “Suomi Lovers” agradecemos a entrevista e estamos ansiosos pela chegada de vocês. Gostariam de deixar algum recado aos fãs brasileiros?

 EV: Nos veremos em breve. Aproveitem a vida. Kiitos. Minä rakastan teitä!

** Agradecimento Especial: The Ultimate Press, Rodrigo Poppi

**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**

**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**-*-**

Por Sigryd Bagon
Tradução Rodrigo Poppi

The Suomi Lovers blog interviewed Elias Viljanen, member of the band Sonata Arctica,who is coming with his band to Brazil next month.The guitar player not only told us a little bit about the extended tour which is coming to Brazil, but also commented about the cultural differences between Brazil and Finland.

SL: Sonata Articas’s Tour in 2015 it is going to be a long tour across Brazil. At this time it has been chosen some little cities, not so popular among international bands. What this tour means for the story of Sonata Arctica?

EV: This time it´s nice to visit and play in different cities, also the cities we haven´t been before. So we are looking forward to that. To see Brazil more.

SL: The video Clip of “I can’t dance” (first recorded by Genesis) is very funny, but it doesn’t follow the band’s style adopted at the beginning of Sonata’s Arctica career. How was the origin of the clips script?

EV: It is sort of a road movie we shot when we were touring the US last fall for 7 weeks. We did it for the sake of our mental health basically. The song is a left over cover song from “Stones Grow Her Name”. It is just suppose to be a funny film. Style-wise it is not the old Sonata and quess not the new future Sonata, so just enjoy the video us goofing around (and not know how to dance). Só, don´t take it too seriously, folks.

SL: The band has announced  “Ecliptica over Europe tour 2015”. Can we expected more songs from this album here in South America?

EV: We have been playing almost every song on that album live. The focus have been on Ecliptica songs and also on the new stuff. So I believe the emphasis will be on Pariah’s Child and Ecliptica.

SL: Let’s keep talking about some expectations os South Americans fans.  Sonata Arctica has recently been in Brazil. So, is there a possibility of a DVD there?

EV: At this time we are not filming a new dvd. We will eventually do a dvd at some point but we haven´t decided where we a re going to shoot it. South America in all seems to be a good choice, maybe Brazil!

SL: About the culture. What is the most different Brazilian cultural aspect that you have discovered in our country? Do you like something in Brazil that you don’t have in Finland?

EV: I like the warm sunny weather and the beach..and good food and smiley people!

SL: Finland is a small country in the northern Europe that has increased in popularity because of a large number of Finish heavy metal bands. How is travelling to South American and not only realizing some people speaking some words in Finnish but also knowing the finish culture and its consuetude?

EV: Of course the whole world has gotten smaller nowadays because of the internet and stuff. But it feels nice and really weird at the same time. When I think about Finland 39 years back when I was born, Finland was really different, sort of isolated. But times are changing all the time I quess, and for the better I hope.

For the first time we came to Brazil it was really exciting. We sort of didn´t know what to expext. We had only heard from others and seen it on TV. It´s still exciting to come, but now we know a bit about the country, the people the food the weather and stuff. I really look forward to come again.

SL: Is there any part of Brazilian culture you identify with? Do you think there is any similarity between Brazilian culture and Finnish culture?

EV: We like football here also but we kind of suck on that. Because we have so much snow and cold weather here. And we love a good beef steaks like the Brazilians.

SL: I’d like to say in name of all “Suomi Lovers” thank you for the interview. We have been looking forward to the concerts in our country. Do you like to leave a message for Brazilian Sonatas Arctica’s fans?

EV: See you soon! Enjoy life! Kiitos. Minä rakastan teitä!

**Special Thanks: The Ultimate Press, Rodrigo Poppi

One thought on “Sonata Arctica desembarca no Brasil em fevereiro para longa tour

  1. “pessoas sorrindo”, hahaha, isso me fez rir.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s