Ensiferum desembarcará pela primeira vez no Brasil em junho

81_ensiferum6 (1)

Por Sigryd Bagon
Tradução Esther de Camargo

Em uma entrevista concedida ao Suomi Lovers, Sami Hinkka relata as expectativas da banda em relação ao público sulamericano e como surgiu a ideia de gravar covers das músicas “Bamboleo” (Gypsy Kings) e “Vandraren” (Nordman).

Em breve o Ensiferum desembarcará no Brasil!

SL: Vocês tocarão pela primeira vez na América do Sul. Quais são suas expectativas sobre isso?

SH: Nossas expectativas são altas, porque ouvimos muitas histórias sobre como os fãs daí são loucos.

SL: Há alguma parte da cultura brasileira com a qual você se identifique?  Você acha que há alguma semelhança entre a cultura brasileira e a cultura finlandesa?

SH: Eu devo admitir minha falta de conhecimento acerca da cultura brasileira, mas, uma coisa temos em comum, ambos gostamos de caipirinha!

SL: O ensino musical geralmente começa cedo na Finlândia. Qual é a trajetória musical dos membros?

SH: Todos nós temos caminhos um tanto diferentes, alguns estudaram teoria e tiveram aulas, mas alguns de nós são puramente autodidatas. Mas o mais importante é que a química dentro da banda funciona e as pessoas possuem a vontade de criar música e sair em turnê juntas.

SL: O público brasileiro fez uma campanha pedindo para que o Ensiferum viesse ao Brasil. Como foi a reação da banda sobre o fato de ter tantos fãs em uma terra tão distante? 

SH: Fez com que nos sentíssemos muito mosdestos e eu prometo que nós faremos tudo o que pudermos para que essas pessoas que virão ao nosso show se lembrem dessa apresentação para o resto de suas vidas.

SL: No momento, os fãs brasileiros estão fazendo uma campanha chamada “We want Bamboleo live in Brazil”. Há a possibilidade de ter este desejo atendido?

SH: É um tanto complicado porque foi gravado em tons diferentes do resto do nosso material, e como estamos lutando com o terrível excesso de peso nos vôos, trazer três guitarras a mais, significaria milhares de euros a mais em custos extras…mas nunca diga nunca. Nós realmente a tocaríamos ao vivo, especialmente aí!

SL: Qual foi o fato mais estranho já ocorrido em uma turnê com a banda? 

SH: Um dos mais memoráveis aconteceu na Rússia, quando ganhamos um certificado do nosso fã-clube local, que atestava que eles haviam nomeado uma estrela como Ensiferum. Quão incrível é isso?

SL: Ahti é um Deus das Águas na mitologia finlandesa. Ensiferum decidiu homenageá-lo em uma de suas canções. Por gentileza, conte aos sulamericanos um pouco sobre Ahti, quem ele é e qual seu legado.

SH: Como você disse, ele é um antigo Deus das Águas na mitologia finlandesa. Eu acho que iríamos precisar de muito mais espaço, caso eu começasse a introduzir nossa mitologia mais a fundo, mas eu acho que se alguém estiver interessado nisso, poderá achar muita informação na internet.

SL: O último álbum tem o nome de “Unsung Heroes”. Quem são os heróis anônimos?

Todos os esquecidos/não reconhecidos que fizeram sua parte para agregar ou manter o mundo como ele é hoje.

SL: Ensiferum fez uma cover da música “Bamboleo” dos Gypsy Kings e também “Vandraren”  do Nordman. De onde surgiram as idéias? A banda possui planos para mais covers nos próximos álbuns?

SH: Nós também gostamos de nos divertir no estúdio e fazer covers nos dá a oportunidade perfeita para isso e “Bamboleo” acabou sendo a melhor e mais divertida cover que fizemos até o momento. Mas é claro que não podemos parar nisso, precisamos nos superar nos próximos álbuns.

SL: Para concluir, por gentileza deixe uma mensagem para os fãs brasileiros que estão tão animados para o show.

SH: Estamos ansiosos para saber se os rumores sobre sua loucura são verdadeiros, então, nos dêem o melhor de vocês e faremos o mesmo. Os vejo em breve!

Agradecimento especial: Costábile Salzano Jr.

By Sigryd Bagon
Translate Esther de Camargo

In an interview for the page Suomi Lovers, Sami Hinkka reports the expectations of the band over the South American public and how the idea to record covers of the songs “Bamboleo” (Gypsy Kings) and “Vandraren” (Nordman).

Ensiferum will soon arrive in Brazil!

SL: You will play for the first time in South America. What are your expectations over it?

SH: Our expectations are high because we have heard so many stories about how crazy fans are there.

SL: Is there any part of Brazilian culture you identify with? Do you think is there any similarity between Brazilian culture and Finnish culture?

SH: I have to admit my lack of knowledge of Brazilian culture but one thing we have in common, we both like caipirinha!

SL: Musical teaching usually starts early in Finland. Musically speaking, what is the musical path of the members?

SH: We all have had different kind of paths, some have studied theory and took lessons but some of us are purely self learned. But the most important thing is that the chemistry inside the band works and people want to create music and tour together.

SL: Brazilian public made a campaign asking for Ensiferum to come to Brazil. How was the band’s reaction toward the fact of having so many fans from a so distant land?

SH: It made us really humble and I promise that we will do all we can so that people who come to the show will remember the gig for the rest of their lives.

SL: At the moment, the Brazilian fans are making a campaign called “We want Bamboleo live in Brazil”. Would be possible to have this wish granted?

SH: It’s kinda difficult because it’s recorded in different tune than our other material and since are already strggling with terrible overweight costs on every flight so bringin 3 more guitars would mean thousands of euros of extra costs…but never say never. We would really play it live, especially there!

SL: What was the most strange event that happened with the band on tour?

SH: One of the most memorable things happened in Russia when we got a certificate from our fan club that they had named a star as Ensiferum. How awesome is that?

SL: Ahti is a God of Water in Finnish Mythology. Ensiferum decided to honor him in one of the songs. Please tell Southamericans a bit about Ahti’s legend and who he is.

SH: Like you said, he is the ancient god os water in Finnish mythology. I think we would need much more space if I started to introduce our myhtology more deeple but I think if someone is interested about it  they can find tons of information from internet.

SL: The last album is called “Unsung Heroes”. Who are those anonymous heroes?

SH: All the forgotten/unsung people who have done their share to bring or maintain the world as it is nowadays.

SL: Ensiferum made a cover of the song “Bamboleo” from Gypsy Kings and also “Vandraren” from Nordman. Where did those ideas come from? Does the band have plans for more covers on next albums?

SH: We also like to fool around in studio and cover songs give perfect opportunity for that and Bamboleo turned out to be the best and the mnost funniest cover we have made so far. But of course we can’t stop there, we have to top ourselves on the next album.

SL: To conclude, please leave a message to Brazilian fans who are so excited for this concert.

SH:We are looking forward to see are all the rumours of your craziness true, so give us your best shot because we will do it also. See you soon!

Special Thanks: Costábile Salzano Jr.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s